qui. jan 24th, 2019

Rollin In The Fame: A recordista nos Três Tambores nacional

Confira a entrevista exclusiva com Diogo Zopone, proprietário da égua que virou 16s489 no Haras Raphaela.

 

A égua Rollin In The Fame (Dash Ta Fame x  Rods Last Ladybug), propriedade do Haras Zopone, tornou-se a recordista nos Três Tambores nacional neste mês. Ela completou a prova em 16s489, no Haras Raphaela, durante a 6ª Copa Brasil ABTB de Tambor e Baliza.

Diogo Zopone concedeu uma entrevista exclusiva ao portal Mídia Horse e contou a história de Rollin, do Haras e a emoção de ver um animal de sua propriedade se consagrar como a égua mais rápida do Brasil nos Três Tambores.

 

Mídia Horse: Em que ano o Haras Zopone começou a criar cavalos?

Diogo Zopone: Eu comecei a praticar Três Tambores quando tinha oito anos. Minha família não tinha nenhum contato com o cavalo até então. Comprei um cavalo para correr e quando eu percebi que era algo que realmente gostava, trouxe os cavalos para casa e aos poucos montamos o Haras. Nesses últimos anos aumentamos a criação e montamos um Haras com uma estrutura muito maior e com treinadores.

 

MH: Os animais do Haras competem em quais modalidades?

DZ: Antes o Haras competia nos Três Tambores e Seis Balizas, mas atualmente estamos mais focados no Tambor. Temos apenas uma égua competindo nas provas de Seis Balizas.

 

MH: Quais foram as maiores conquistas até hoje?

DZ: O Haras já fez grandes animais. Sempre tive uma paixão por éguas. Tenho a Naphtha Agae que já foi campeã Nacional e também do Congresso ABQM de Três Tambores no mesmo ano. A Star Wars, três vezes Reservada Campeã Nacional. Em 2015,  Franchman’s Lola 3S se tornou a única égua da história a ganhar o Nacional e Potro do Futuro em categorias Abertas. Dos machos temos Crush On You ZZ, filho de Star Wars, que já corre na casa dos 16s.

 

MH: Como e quando o Haras adquiriu a égua Rollin In The Fame?

DZ: Eu fui para os Estados Unidos em dezembro de 2014 e, logo de primeira, vimos que era um animal diferente. Em janeiro de 2015 adquirimos o animal. Ela veio para o Brasil ainda potra e foi domada aqui.

 

MH: Quem é o treinador?

DZ: O treinador e competidor do Haras hoje é o Evelino Rocha.

 

MH: O que você sentiu quando Rollin In The Fame bateu o recorde nacional?

DZ: Foi muito bom, eu estava viajando no dia da competição e assisti a prova pela internet ao vivo no escritório. Eu saí gritando e assustei todo mundo que estava lá. Foi muito emocionante, pois é a primeira vez no Brasil que um cavalo quebra a barreira dos 400, e é a segunda vez no mundo que isso acontece. Ela ficou próxima do recorde mundial, foi uma emoção indescritível.

 

MH: O que a vitória representa para o Haras Zopone?

DZ: Representa muito. Quando se tem bons animais tudo melhora no Haras. As pessoas procuram mais, ficam interessadas nos potros e querem visitar. A égua soma como um todo para o
Haras.

 

MH: Quais são os planos para os próximos meses?

DZ: Estamos entrando na estação de monta e vamos começar a reproduzir. Ela vai continuar competindo, pois ainda é muito nova. A égua (Rollin) compete há apenas 10 meses, ela tem quatro anos de idade. Nós levamos ela muito devagar, não costuma fazer mais do que duas passadas em uma prova e tem uma constância muito grande. Fez o segundo melhor tempo do Nacional. A média dela é algo fantástico. Também vamos começar a cobrir a pista do Haras, vamos fazer um Centro aqui em Bauru para receber provas, pois a cidade ainda não tem uma pista coberta.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *